7 hábitos que podem evitar a queda de cabelo

Sabia que podemos perder cerca de 100 a 120 fios de cabelo por dia? Isso é normal e faz parte do ciclo de vida dos fios. Mas se o pente, o travesseiro, as camisas e o chão do box começam a ficar com excesso de fios perdidos, é hora de começar a pensar em soluções para evitar a queda de cabelo.

Podemos ajudá-lo com dicas práticas e simples de realizar, pois o problema pode ser causado por maus hábitos. Mas mesmo quem tem casos de calvície na família também se beneficiará com as orientações, que podem retardar o problema ou auxiliar o tratamento. Confira!

1. Escolha os alimentos certos para evitar a queda de cabelo

Alguns alimentos evitam a queda dos fios além do normal. Refeições ricas em nutrientes como ferro, zinco, vitaminas (B3, B5, B12, A e C), proteínas e ômega-3 refletem na boa saúde do couro cabeludo e dos cabelos.

Já o iodo, se consumido moderadamente, promove o crescimento capilar, pois estimula o funcionamento da glândula tireoide.

Consuma ovos; laticínios; frutos do mar e peixes como salmão, sardinha e atum; carnes; grãos como feijão, soja, grão-de-bico; vegetais verde-escuros como couve, espinafre e brócolis; frutas cítricas, alaranjadas e amareladas.

Manter-se hidratado é fundamental para que os nutrientes cheguem aos vasos sanguíneos que irrigam o folículo piloso, de onde nascem os fios do cabelo.

2. Evite consumir em excesso alimentos que facilitam a queda de cabelo

Os alimentos abaixo não são proibidos, pois fazem bem à saúde, mas evite o excesso!

Castanha-do-pará

Alimentos ricos em selênio são importantes para a saúde dos fios, mas em excesso podem provocar sua queda. Como a castanha é riquíssima nesse mineral, coma apenas duas por dia. Arroz integral, trigo e frutos do mar também contêm selênio.

Ostras, linhaça e carnes

São as maiores fontes alimentares de zinco. Consumir esse mineral é recomendadíssimo. Ele participa do processamento das proteínas pelo organismo e da síntese do DNA.

Ambos são processos importantes para a reprodução das células do folículo. Porém, em demasia, o zinco prejudica a absorção de nutrientes como cobre e ferro, resultando em queda capilar.

Frutas cítricas

Por serem ricas em vitamina C, seu excesso pode elevar a concentração de fungos no couro cabeludo, causando caspa e podendo levar à perda dos fios.

3. Mantenha os cabelos limpos

Há quem evite lavar os cabelos com frequência por receio da queda durante as lavagens. Mas os cabelos podem ser lavados diariamente ou a cada dois dias, propiciando a “respiração” do couro cabeludo.

Escolha produtos indicados para seu tipo de cabelo e use-os em pequena quantidade. Além disso, não lave os cabelos com água muito quente.

4. Reduza o estresse e a ansiedade

Longos períodos de estresse e a ansiedade excessiva fazem o corpo liberar na corrente sanguínea um hormônio chamado cortisol, que pode acelerar a queda dos fios.

Por isso, procure fazer atividades relaxantes e prazerosas para aliviar o estresse. Praticar atividades físicas também ajuda a prevenir o desgaste mental.

5. Observe seu couro cabeludo com frequência

Fique atento a alguns problemas que podem aparecer no couro cabeludo e causar a queda capilar ou aumentá-la.

Por isso, ao notar situações como caspa, seborreia, feridas e coceira no couro cabeludo, procure tratar esses males, para evitar a queda dos fios, sobretudo em quem tem casos de calvície na família, como pais e tios.

6. Evite usar gel para cabelos

Usar muito gel para os cabelos deixa os fios frágeis, principalmente ao ser aplicado no couro cabeludo. A explicação é que ele pode fechar os poros impedindo o crescimento sadio do cabelo.

Escolha um bom gel, mas evite usar com frequência e passe apenas nas pontas.

7. Use escova e pente certos

Escovas com cerdas duras e sem proteção na ponta agridem o couro cabeludo e embaraçam os fios. Dessa forma, eles podem ser arrancados da raiz sem você perceber.

Para pentear o cabelo, prefira pentes de dentes largos, que evitam a quebra do cabelo. Os de madeira, por exemplo, são uma ótima opção, pois além de protegerem o couro cabeludo, também ajudam a controlar o frizz.

Nossas sugestões podem conter a queda, mas se o problema permanecer mesmo após seguir as dicas, consulte um médico dermatologista especializado em tricologia.

Restou alguma dúvida sobre os procedimentos para evitar a queda de cabelo? Conte pra gente aqui nos comentários!

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"