Como a tricologia pode te ajudar no tratamento de calvície?

O simples fato de pensar em perder os cabelos faz com que muitos homens e mulheres entrem em desespero. Em vista disso, a busca por um tratamento de calvície com base na tricologia tem se tornado cada vez mais frequente. Mas o que é a tricologia, afinal, e como ela pode ajudar nisso?

Se você ainda não conhecia esse método, não se preocupe: no post de hoje, vamos lhe explicar o que há de mais relevante sobre o assunto. Continue nos acompanhando e confira!

O que é a tricologia? 

De maneira geral, a tricologia é uma ciência que estuda os cabelos, pelos e todo e qualquer problema que se relacione a eles. O termo é originado das palavras gregas thricos e logia, que significam, respectivamente, “cabelos” e “estudo”.  

Quais tipos de problema a tricologia pode detectar?  

Já ficou fácil de entender o porquê da tricologia ajudar no tratamento de calvície, certo? O grande diferencial desta especialidade é que ela pode detectar as condições que levam à perda dos fios. 

Elas podem ser as seguintes: 

  • alopecia androgenética;
  • alopecia areata;
  • alopecia por tração;
  • caspas;
  • dermatite seborreica;
  • excesso de oleosidade;
  • foliculite;
  • psoríase no couro cabeludo;
  • eflúvios telógenos.

É a partir dessa análise que será possível determinar qual é o melhor tratamento para a queda dos cabelos. Ou seja: a tricologia detecta os problemas para, então, encontrar as melhores soluções — no caso, o melhor tratamento de calvície. 

Quais são as causas da calvície?

Das condições acima mencionadas, a mais comum é a alopecia androgenética (termo médico). Como o nome já sugere, a razão por trás desse mal que afeta tantos homens é derivada dos genes, estando diretamente ligada ao hormônio testosterona. 

Neste caso, a enzima 5 alfa-redutase transforma a testosterona em dihidrostesterona (DHT) que, por sua vez, reduz a extensão dos folículos capilares — provocando o afinamento e o enfraquecimento dos fios.

E o que isso tem a ver com os genes? Tudo a ver: a enzima 5 alfa-redutase produzida de forma excessiva é o fator determinante para a calvície, e essa produção acontece de acordo com a sua herança genética. 

E o tratamento de calvície? 

Existem diversos tratamentos de calvície disponíveis no mercado. Atualmente, os principais são: 

  • medicamentos;
  • fototerapia (Laser específico);
  • abordagens não invasivas, como por exemplo a intradermoterapia.  

Cada uma delas tem seus prós e contras. No entanto, se nenhuma das opções surtir efeito, o transplante capilar também pode ser uma boa opção — principalmente se a sua calvície realmente te incomoda e prejudica. 

Como você pode notar, é fundamental destacar a importância do tricologista — o único profissional capaz de reconhecer e tratar as doenças que se remetem ao couro cabeludo.

Se você está preocupado com a possibilidade de ficar calvo e realmente gostaria de ter o melhor tratamento de calvície para o seu caso, já sabe a quem deve procurar: um bom tricologista.  

E aí, deseja saber mais informações em relação a este assunto? Então entre em contato conosco agora mesmo e converse com um de nossos profissionais!  

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"